Avisos e Devocionais

CONECTE-SE E MULTIPLIQUE
07-01-2018
CONECTE-SE E MULTIPLIQUE

Nossa igreja é a primeira igreja evangélica de Mogi das Cruzes, uma igreja centenária. Boa parte das igrejas dessa cidade surgiram no útero de nossa igreja. Portanto, somos uma igreja de tradição. E por termos essa tradição, é necessário trabalhar firme para a preservação desses elementos tradicionais. Em verdade, não podemos desconsiderar nossa história. Entretanto, sabemos que o tempo não para. O mundo e sua cultura estão em constantes mudanças. Seria até redundante afirmar que nossa cidade, seus padrões e pensamentos não são os mesmos de 100 anos atrás. Dessa forma, a igreja, além de conservar sua tradição, precisa recepcionar elementos dessa evolução social para seu ambiente, ou seja, a igreja precisa estar atenta a essas mudanças para continuar firme em seu projeto de pregar o evangelho da verdade e combater o mal. Nesse sentido a igreja é invadida pelos bons princípios e boas evoluções da modernidade e invade a modernidade com o evangelho de Jesus Cristo e com suas valorosas tradições. Isso é ser uma igreja de "tradição e ação". No entanto, depois de algum tempo, começamos a nos perguntar: Somos mesmo uma igreja "de ação"? Sentamos e avaliamos como estava a nossa igreja. Percebemos que tínhamos uma Escola Bíblica maravilhosa, pregações bíblicas e cristocêntricas, eventos e programas edificantes, ação social em funcionamento, viagem missionárias, novos núcleos, pontos de pregação, a igreja crescia, mas ainda parecia faltar alguma coisa. Observando e analisando dados, percebemos que nos últimos três anos batizamos poucas pessoas. A igreja cresceu muito, mas os batizados foram poucos. O que isso significa? Significa que nossa igreja não está evangelizando. Que nossa comunidade não está sendo uma igreja ativa na evangelização. Não estamos gerando pontes com quem ainda não participa de nossa família. Estamos esperando que as pessoas encontrem nossa igreja, mas nós não estamos indo ao encontro das pessoas. Ao perceber que estamos quase isolados, grande foi a inquietação! Não poderíamos continuar da mesma forma. Jesus disse "Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada
podeis fazer." (Cf. João 15.5). A pergunta é: Senhor, por que não estamos dando muito fruto? E a resposta foi: porque vocês ainda não acordaram para o fato de que é necessário amar os outros como o Senhor nos amou. Ele nos amou vindo, conectando-se conosco e se doando completamente para nós. É necessário ter amor pelas almas. É necessário que a igreja não seja um ponto de chegada, mas um ponto de partida. Precisamos sair das quatro paredes para nos relacionar com as pessoas. Não podemos esperar que eles venham. Nós temos que ir e isso é urgente. O lugar da igreja é sendo igreja lá fora. As peregrinações não devem ser em direção ao templo, mas devem ser para fora dos templos. E então, ganhar as pessoas para nós, amá-las, convivermos com elas, abrirmos as nossas casas e transformá-las em verdadeiras conexões com Deus e com as pessoas, então, com tantas conexões trabalhando juntas. A verdade, é que o resultado disso será uma grande colheita, grande pesca, grande multiplicação, maravilhosa frutificação. A Igreja sendo aquilo que Jesus pediu que fôssemos: fazedores de discípulos. Multiplicadores do Reino. Quando as vendas caíram dos meus olhos, eu disse: Meu Deus, quanto tempo eu perdi! Naquele momento, lembrava de Isaías 6.8, quando a Trindade Santa disse para ele: "Quem enviarei, quem há de ir por nós? Inspirado por Isaías, respondi da mesma forma que ele: "Eis-me aqui, envia-me a mim!" Precisamos não aceitar esse isolamento, nem nas nossas vidas, nem na vida das pessoas que estão ao nosso redor. Ao invés de assistir tudo "em cima do muro", chegou a hora de ir ao encontro dessas pessoas. Vamos nos conectar com elas em qualquer lugar do mundo. Conectar-nos de maneira pessoal e intencional. Preocupandose e identificando-se com a vida dos outros. Desenvolvendo os nossos relacionamentos com o propósito de ajudar, somar, consolar, repartir alegrias, aconselhar e demonstrar o verdadeiro sentido da vida: Jesus Cristo. Conecte-se para promover o amor de Jesus. Conecte-se para multiplicar o povo do Senhor. Conecte-se para transferir vida abundante. Conecte-se para ser útil no reino. Conectados, transformamos e multiplicamos. Nesse ano de 2018, nós queremos sair, conectar e multiplicar. Eu serei o primeiro a fazer isso... posso contar com você? Deus pode contar com você?

Que Deus nos abençoe nesse novo tempo.
Do seu pastor e servo de Cristo,
Pr. Segundo Almeida