Avisos e Devocionais

CRIANÇA TAMBÉM TEM GRAÇA
08-10-2017
Criança também tem GRAÇA
No mês de outubro comemoramos o dia das crianças, e de certa forma é uma comemoração que se estende durante o mês. Nossas crianças são bombardeadas por uma mídia que quer convencê-las do melhor brinquedo, da melhor roupa, do melhor vídeo game, da melhor viagem, quiçá do melhor “eu mesmo”.
Com isso, também surgem alguns desconfortos, problemas de comportamento, palavras desafiadoras, rostinhos de desaprovação quanto às nossas decisões ou condição financeira a qual nos encontramos.
Diante disso, reflito e tento entender com o que realmente estamos presenteando as nossas crianças. Será que elas estão recebendo o que merecem? Será que estamos fazendo o nosso melhor como pais? O cristão, pela palavra, sabe e reconhece, que os filhos necessitam de algo que não se compra em lojas e não se encomenda pela internet, mas é recebido pelo dom da graça. Nesse caso é o presente quem nos escolhe, e por meio do suporte, amor da família e vida cristã envolvidos, esse presente se enche e se torna pleno.
Nossas heranças do Senhor devem, desde pequenos, saber que possuem um tesouro e que não é consumido pela ferrugem, muito menos pela traça, mas que ele tem um esconderijo sublime: o coração, (conf. Mt 6:19-21). Jesus Cristo nos deixou suas palavras de vida, para que também fossem ministradas aos corações dos nossos pequeninos e que a eles fosse dada a alegria de conhecer o caminho, a verdade e a vida.
Como pais, tios, avós cristãos, nossa missão é levar nossas crianças à maturidade cristã, impedindo que elas desenvolvam o ”eu mesmo”, como muitas, que procuram incessantemente nas redes comerciais, algo que as satisfaçam. Devemos ensina-las que encontrarão a plenitude de alegria no Senhor, para que entendam que são agraciadas todos os dias, ao acordarem, ao olharem para as maravilhas que nosso Deus tem feito a cada dia e que a graça é dom de Deus. Que presente! Sou professora e confesso que lido com situações adversas todos os dias, algumas mais preocupantes do que outras, mas o que me chama muito a atenção é essa falta que nossas crianças têm de não saberem quem são, e que precisam, mesmo enquanto crianças, preencher um espaço vazio, do qual elas não conseguem se livrar, e com isso crescem as aflições e crises de ansiedade, que já começam desde muito cedo e se estendem à adolescência e à vida adulta.
Nessa semana em que muitas crianças anseiam por ganhar o melhor presente, talvez o que custe mais caro, perguntei à minha filha a quem ela pertencia e da forma mais simples e com o olhar sincero respondeu que pertencia a CRISTO. Então, fiz mais uma pergunta: - E qual é o presente mais perfeito? A resposta veio fácil: - a SALVAÇÃO.
Que em tempos de pós-modernidade, haja sabedoria em Deus. Que em tempos de ideias relativistas, haja a palavra de Deus. Que em tempos de euforia consumista e falta de carinho a nossas crianças, haja plenitude de amor em Cristo e a graça da Salvação.
Que Deus nos abençoe De sua amiga e irmã,
Fábia Novelletto.